Ateliê Cendira abre as portas para o mundo

Grupo de mulheres apoiado pela Rede-Comunidade reinaugura espaço colaborativo no Jardim São Luiz. 

“Somos um espaço de cuidado e bem-estar de mulheres periféricas”, anuncia Suzane Costa, uma das idealizadoras do Atêlie Cendira, local que reúne empreendedoras, artistas e educadoras do bairro Jardim São Luiz, localizado na zona sul da capital. 

O Atêlie, que foi reformado entre 2018 e início de 2019, vai ser reinaugurado no próximo 31 de agosto, com uma programação feita especialmente por mulheres e para mulheres. 

Isabel Pato, coordenadora da Rede-Comunidade de Inovação Social, conta que, ao longo de 2018, o grupo passou por mentorias, com o objetivo de definir e estruturar o modelo de negócios do Atêlie. 

“O grupo é apoiado há dois anos. Em 2018, foi contemplado pelo edital divergente positivo, que além das mentorias, recebeu um recurso semente, utilizado para a reforma do espaço. Já em 2019, decidimos seguir com o apoio, pois enxergamos o Ateliê Cendira como um espaço inovador e com alto potencial de impacto, pois contribui para o fortalecimento do empreendedorismo de mulheres negras e periféricas”, explica Isabel. 

Uma das etapas definidoras do processo de trabalho com a Rede-Comunidade, ancorado na metodologia do Design Centrado no Ser Humano, foi a pesquisa de empatia.

“Aprendemos a empatizar para qualquer decisão do Ateliê. Por exemplo, fazemos uma roda de justiça restaurativa comunitária, mas os temas sempre foram propostos a partir do que nós acreditávamos que seria relevante na vida das mulheres. E a partir do processo da Rede-Comunidade,começamos a empatizar até na hora de definir o tema. E esse foi um dos maiores aprendizados: a importância de se consultar”, relembra Suzane.

>> Leia mais sobre a experiência do Ateliê Cendira e de outros grupos em “Empatia: pilar chave da Rede-Comunidade

A empatia continua presente nas práticas das Cendiras: a programação de reinauguração foi desenhada em conjunto com as mulheres que participaram da pesquisa. “A abertura das portas do Ateliê para o mundo é um momento de grande celebração e não poderíamos pensar o evento, sem primeiro entrar em contato com as nossas empatizadas. Queríamos entender como poderíamos fortalecer o trabalho de cada uma delas e escutá-las sobre a programação”, conta. 

>> Confira a programação completa e confirme sua presença:

14h às 22h >> Feira de Economia Solidária e Feminista

14h30 às 15h >> Prática de Yoga Restaurativo, com Juliana Rodrigues

15h às 18h >> Círculo Restaurativo Feminino Intergeracional, com mediação de Suzane Costa e Edijane Alves

18h às 19h30 >> Debate “Empreendedorismo Feminino na Periferia, com mediação de Fabiana Teixeira e Anabela Gonçalves

+ Discotecagem com nossa DJ maravilhosa, Michelle Correa.

+ Show de encerramento com Luana Bayô!

+ Venda de quitutes e bebidas, produzidos pela empreendedora Andreza Jesus.

Após a reinauguração, estão previstas atividades como círculos restaurativos feminino, oficina de costura e aulas de yoga.

>> Quer saber mais? Siga o Ateliê Cendira nas redes sociais: fb.com/anauecendira/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades

Botão
Logo Jatobas

Instituto Jatobás

+55 11 3473-1441

Rua Salto, 70 - Paraíso - CEP 04001-130

São Paulo - SP - Brasil